Pousada da Cachoeira
Equilíbrio

Feridas emocionais: acabe com esse mal

  1. Home
  2. Feridas emocionais: acabe com esse mal
Faça uma cotação
Salvar
As feridas do dia a dia, infelizmente, fazem parte da nossa vida e vão nos deixando marcas ao longo do tempo. Não é de hoje que a psicologia fala acerca dos traumas e dificuldades que trazemos de tempos em tempos. São as dificuldades familiares, os problemas com amigos, os medos da infância, todos problemas que não foram superados e podem ser motivos para causar feridas emocionais. Como sempre falamos sobre bem-estar aqui no Blog, hoje vamos abordar um pouco dessa questão tão delicada que assola a muitas pessoas.

feridas emocionais

Apesar de ser um tema difícil de tratar, por ser algo extremamente pessoal, algumas experiências são comuns a todos nós, que enfrentamos problemas nas mais diversas áreas da vida. Por isso, pensando no trabalho, casa, escola, e em tantos outros locais por onde passamos, reunimos algumas dicas de como se livrar dessas feridas que podem nos causar um grande mal. Veja que, mesmo sendo complicado, podemos deixar tudo mais simples:

1 – Saber perdoar

feridas emocionais

A máxima de amar ao próximo como a si mesmo nunca foi fácil de ser colocada em prática, ainda mais quando as pessoas pisam na bola conosco. Porém, cabe a nós refletirmos: quantas vezes eu também não machuquei alguém? Enquanto seres humanos, estamos propensos a errar a todo momento, e isso significa que, inevitavelmente, acabaremos machucando alguém. Por isso, vale a pena tentar ser mais compreensível e perdoar aqueles que te machucaram um dia. Acredite, o peso que você tirará de sua consciência será incomparável.

2 – Perdoe a si mesmo

feridas emocionais

Grande parte das feridas emocionais, por incrível que pareça, pode ser causada por nós mesmos. Isso acontece quando ficamos remoendo aquele erro que insiste em nos martelar na mente e no coração. Pode ser um erro com a família, uma falha cometida no trabalho ou até uma ausência no momento em que alguém precisou muito de você. Ficar relembrando o fato e se culpando não levará a nada e simplesmente te machucará ainda mais. Por isso, mais uma vez, o diálogo pode curar tudo. Converse com a pessoa, peça perdão e se perdoe também. Deixe o passado para trás.

3 – Quando a boca fala, o corpo sara

Um ditado antigo que faz muito sentido. Não faz bem nenhum guardar as coisas apenas para si próprio. Quando evitamos de falar sobre uma dor e ficamos pensando nela sozinhos, nosso corpo absorve isso e, como muitos acreditam, acaba gerando doenças e males físicos. Por isso, compartilhe o que você está sentindo. Claro, isso não quer dizer fazer do Facebook o seu consultório de terapia, mas sim contar com um ouvinte amigo ou da família, alguém que queira o seu bem.

quando a boca fala o corpo sara

Para finalizar, vamos compartilhar o vídeo de uma campanha criada pela organização internacional BeatBullying, que realiza uma conscientização sobre os males da alma. Veja que legal como o vídeo ilustra a maneira que as feridas emocionais nos afetam. Ah, e não deixe de dizer o que você achou logo abaixo nos comentários.

Desenvolvido em parceria com Agência WebSocorro Agência WebSocorro

Erros foram encontrados

Abrir modal de erros