Pousada da Cachoeira
Equilíbrio

Música para fazer exercícios: no ritmo da batida!

  1. Home
  2. Música para fazer exercícios: no ritmo da batida!
Faça uma cotação
Salvar
Você acorda com o relógio marcando 7h da manhã, seu corpo ainda está enrolado nas cobertas e, é claro, a preguiça matinal é sua maior companheira. Levantar da cama nessa situação para suar a camisa na academia ou no parque da cidade não é fácil, é preciso muita coragem. Por isso, uma música descolada pode ser uma grande aliada nessa hora.

Não importa qual seja sua música para fazer exercícios preferida, qualquer ritmo ajuda a começar a mexer o corpo e se sentir motivado a colocar o tênis e partir para sua atividade. E isso não é só impressão, pois muitos nomes renomados do esporte utilizam essa “estratégia” para se manterem na ativa.

música para fazer exercícios

Um deles é o famoso nadador Michael Phelps, conquistador do maior número de medalhas olímpicas, que costuma ouvir músicas até mesmo pouco antes das competições. Quem não se lembra do esportista nas Olimpíadas de Londres no ano passado com um grande fone de ouvido entrando no ginásio? O recurso o ajudava a manter a concentração em meio aos gritos da torcida e também a animar o espírito para vencer.

Michael Phelps música para fazer exercícios Fonte: olimpiadas.ig.com.br

Se uma música para fazer exercícios ajuda até Michael Phelps, quem somos nós para discordar, não é mesmo? E não é só no esporte que vemos a comprovação dos efeitos da música no exercício, mas também na ciência já há provas sobre essa relação. Segundo o pesquisador israelense Alexei Koudinov, editor do conhecido site Doping Journal, a música é capaz de influenciar a respiração por meio de efeitos emocionais e estímulos internos.

De acordo com seu estudo, a música para fazer exercícios consegue causar um aumento na transferência de oxigênio do corpo, melhorando o desempenho da pessoa. Koudinov, inclusive, chegou a apontar Michael Phelps como um caso de doping pelo uso dos fones minutos antes das provas. Outra pesquisa, realizada pelo britânico Costas Karageorghis, especialista em psicologia do esporte, demonstrou que corredores melhoram seu desempenho em até 15% quando ouvem música para fazer exercícios.

Josué Fagundes música para fazer exercícios

 

 

 

 

 

O corredor Josué Fagundes, de Campinas-SP.

 

Esse é o caso do corredor Josué Fagundes, de Campinas – SP, que começou a praticar atividades físicas para mudança de um estilo de vida, e hoje usa a música para fazer exercícios como forma de motivação. "É a música que dá o ritmo à minha corrida e, muitas vezes, me ajuda a não começar a andar no meio da prova, mas sim continuar a correr", conta o jovem de 25 anos que trabalha com marketing esportivo.

Josué também usa a música para fazer exercícios da maneira adequada: "faço a playlist de acordo com meu treino. Se for rápido, de curta distância, vai predominar músicas mais agitadas. Agora, se a corrida for de longa distância, monto uma playlist com músicas não tão agitadas no início, e no final mais animadas, que é para não desistir e nem desanimar". Entre as músicas preferidas do publicitário campineiro está “Best of You”, da banda Foo Fighters.



E a estratégia de Josué está correta. O estudo de Costas Karageorghis também demonstrou que a música para fazer exercícios minimiza a percepção da intensidade da atividade em cerca de 10%, sendo que o ideal é adequar o ritmo do exercício ao número de batidas por minuto (bpm) da melodia. Assim, o legal é escutar uma música para fazer exercícios com 147 a 160 bpm por minuto, como a “Don’t Stop Me Now”, da banda Queen. Mas, em um exercício mais tranquilo, o recomendado é de 137 a 138 bpm por minuto, como “Erva Venenosa”, da nossa rainha do rock Rita Lee.

E aí, qual é a sua música para fazer exercícios? Já experimentou correr ao som da natureza, curtindo apenas a melodia do ventos nas árvores? Inspire-se em nossa paisagem e conte pra gente qual a sua estratégia ao combinar música e atividades.
Desenvolvido em parceria com Agência WebSocorro Agência WebSocorro

Erros foram encontrados

Abrir modal de erros